1 de agosto de 2013

Mulheres são mais suscetíveis a infecções

Uma pesquisa com o vírus da gripe em camundongos ajuda a explicar por que mulheres são mais suscetíveis à morte por doenças de patógenos infecciosos, e a resposta está relacionada com a reprodução. As mulheres geralmente sofrem mais com sintomas da gripe do que homens, embora elas tendam a carregar menos vírus do que eles. Isto sugere que as mulheres têm uma resposta imunológica mais rápida e mais agressiva contra as infecções, afirma a imunologista da Escola de Saúde Pública de Johns Hopkins, Sabra Klein, que participa do Encontro Anual da Sociedade para Estudos Reprodutivos. – É quando as mulheres têm problemas – acrescenta Sabra à revista “Nature”. A equipe dela descobriu esta disparidade em ratos infectados com vírus da […]
1 de agosto de 2013

Mulheres são mais suscetíveis a infecções

Uma pesquisa com o vírus da gripe em camundongos ajuda a explicar por que mulheres são mais suscetíveis à morte por doenças de patógenos infecciosos, e a resposta está relacionada com a reprodução. As mulheres geralmente sofrem mais com sintomas da gripe do que homens, embora elas tendam a carregar menos vírus do que eles. Isto sugere que as mulheres têm uma resposta imunológica mais rápida e mais agressiva contra as infecções, afirma a imunologista da Escola de Saúde Pública de Johns Hopkins, Sabra Klein, que participa do Encontro Anual da Sociedade para Estudos Reprodutivos. – É quando as mulheres têm problemas – acrescenta Sabra à revista “Nature”. A equipe dela descobriu esta disparidade em ratos infectados com vírus da […]
25 de julho de 2013

Pesquisa caminha para criação de medicamento que poderá substituir os exercícios físicos

Um estudo publicado recentemente investiga a chance de, no futuro, conseguirmos tomar pílulas que substituam o exercício físico em seus benefícios à saúde. Esta semana, a revista “Nature Medicine” publicou um trabalho do Instituto de Pesquisa Scripps, na Flórida, que informa sobre uma substância que aumentou a ativação de uma proteína chamada REV-ERB em ratos obesos. A proteína é conhecida por controlar parcialmente o relógio biológico dos animais. Os roedores que tiveram o composto injetado perderam peso, mesmo com uma dieta rica em gordura, além de melhorar seus níveis de colesterol. Inesperadamente, os ratinhos tratados também começaram a utilizar mais oxigênio ao longo do dia e gastaram 5% mais energia que ratos que não receberam a substância, apesar de não […]