6 de fevereiro de 2014

Brasileiro não se preocupa com automedicação

Dores crônicas, dificuldade de acesso ao médico, facilidade na obtenção dos medicamentos, hábito. Os motivos são variados, mas todos levam a um comportamento comum: a automedicação. O problema é grave no Brasil, segundo o que constatou o Conselho Federal de Farmácia (CFF) em uma ação promovida em São Paulo, no dia 18 de dezembro de 2013. Todo o trabalho foi filmado e transformado em um vídeo que está sendo divulgado por meio das redes sociais desde o dia 20 de janeiro, Dia do Farmacêutico (http://migre.me/hxwfS). Inspirado em uma campanha da Confederação Farmacêutica Argentina (Cofa), o CFF produziu um medicamento fictício e o distribuiu a mais de 4 mil pessoas, na esquina das Avenidas Paulista e Consolação, um dos pontos mais […]
6 de fevereiro de 2014

Brasileiro não se preocupa com automedicação

Dores crônicas, dificuldade de acesso ao médico, facilidade na obtenção dos medicamentos, hábito. Os motivos são variados, mas todos levam a um comportamento comum: a automedicação. O problema é grave no Brasil, segundo o que constatou o Conselho Federal de Farmácia (CFF) em uma ação promovida em São Paulo, no dia 18 de dezembro de 2013. Todo o trabalho foi filmado e transformado em um vídeo que está sendo divulgado por meio das redes sociais desde o dia 20 de janeiro, Dia do Farmacêutico (http://migre.me/hxwfS). Inspirado em uma campanha da Confederação Farmacêutica Argentina (Cofa), o CFF produziu um medicamento fictício e o distribuiu a mais de 4 mil pessoas, na esquina das Avenidas Paulista e Consolação, um dos pontos mais […]